Total de visualizações de página

Siga o blog por e-mail !

Basta colocar o endereço no espaço abaixo, aguardar uma mensagem de confirmação e pronto, receba atualizações do blog.

Receba as atualizações por e-mail.

Curta também a nossa página no Facebook

Boa Leitura!!!

Tenham uma boa leitura, deixem suas opiniões e Sejam bem vindos!

Quem sou eu

Minha foto
"Sou um jovem velho, que busca conhecer o mundo, e aprender a viver de forma intensa. Sonhador e devo dizer corajoso (tanto quanto teimoso), procuro descobrir por mim mesmo tudo que tenho vontade,e assim agregar cada vez mais conhecimento de vida. Sou o que sou à procura de mim mesmo. Em busca de respostas e de conhecimento. Sou imperfeito, porem feliz em minha essência."(2010) Ok... Sou um jovem velho...ja mais velho. Que ainda busca conhecer o mundo, mas que ja pôde ter umas experiencias sobre o mesmo. Ainda sonhador, porém agora mais realista do que antes. Teimoso sempre. Apaixonado pelo o ideal de fazer sempre o que nos sentimos bem, e que se tiver que ser doloroso que sirva de lição. (2016)

quarta-feira, 13 de março de 2013

Abraço de Lágrimas


      "  Acordo logo pela manha, escovo os dentes e lavo meu rosto. Saio e me deparo com o sol majestoso, o canto dos pássaros e a brisa suave que parece acariciar minha pele. Organizo meus pertences e me arrumo para sair. Sigo de forma sorrateira até o portão de forma que os demais não notem que já despertei. De forma que eu não precise dar satisfação do meu destino.
       Caminho olhando o céu, admirando as nuvens e penso em todas aquelas pessoas que passam ao meu redor. Todos aquelas vidas que caminham alheias ao que ocorre tão próximo. Fico imaginando se elas ao menos um instante param para reparar na beleza que é a natureza. Se ao menos observam o quão belo é o mundo.
Todos os dias somos quase que obrigados a ver noticias de morte, tristeza e todo tipo de calamidade. Assim nos colocamos em uma espécie de “bolha” onde nos isolamos e só enxergamos aquilo que nos parece interessante.
       Volto a observar a natureza ao invés de ficar pensando na triste ignorância da maioria. Prossigo caminhando, agora em passos largos, tal a vontade de chegar logo...

Espirito Tempestuoso


"Me sinto um “nada”... um verdadeiro “zero a esquerda”...
Não sei o que se passa La fora, estou sendo excluído como se minha presença aqui nem existisse.
Tenho receio do que posso encontrar ao atravessar essa porta... medo de ter a certeza de que estou sendo ignorado... talvez de forma mais dolorosa que possa imaginar...
Aqui entre essas paredes negras, imagino o quão inútil posso ser...ou já sou.
Me encontro de mãos atadas... ao menos não consigo pensar em nada que possa fazer de ajuda...
Colocado de uma vez por todas no esquecimento.
A tensão aumenta e o dia já nasce La fora.
A porta continua intocada.
Nenhuma informação La “de fora”... nenhuma preocupação com quem esta aqui dentro.
Repentinamente ouço risos.
O sinal que comprava o fardo da solidão.
As vozes continuam...
Já são quase oito da manha.
A porta se abre afinal.
Propostas inúteis...